Arquivo do blog

domingo, 18 de julho de 2010

Filosofia - Aristóteles - O mundo da experiência, as quatro causas, ética e política

Ao final do texto - e-books
Filosofia - Aristóteles - O mundo da experiência, as quatro causas, ética e política


Por Antonio Carlos Olivieri*

Em 1996, descobriu-se em Atenas, Grécia, o sítio arqueológico onde funcionou o Liceu - a escola fundada por Aristóteles (384-322 a.C.), para concorrer com a Academia, a escola anterior, fundada por seu antigo professor, Platão (427-347 a.C.). A fundação do Liceu não reflete nenhuma ingratidão do discípulo com seu mestre, que por sinal já havia morrido cerca de dez anos quando a escola aristotélica surgiu (336 a.C.).

Aluno de Platão, a quem reconhecia o gênio, Aristóteles passou a discordar de uma idéia fundamental de sua filosofia e, então, o pensamento dos dois se distanciou. Talvez seja esse o ponto de partida para se falar da obra filosófica aristotélica.

Platão concebia a existência de dois mundos: aquele que é apreendido por nossos sentidos - por assim dizer, o mundo concreto -, que está em constante mutação; e um outro mundo - abstrato -, o mundo das idéias, imutável, independente do tempo e do espaço, que nos é acessível somente pelo intelecto.

O mundo da experiência

Para Aristóteles, existe um único mundo: este em que vivemos. Só nele encontramos bases sólidas para empreender investigações filosóficas. Aliás, é o nosso deslumbramento com este mundo que nos leva a filosofar, para conhecê-lo e entendê-lo.

Aristóteles sustenta que o que está além de nossa experiência não pode ser nada para nós. Nesse sentido, ele não acreditava e não via razões para acreditar no mundo das idéias ou das formas ideais platônicas.

Porém, conhecer o mundo da experiência, "concreto", foi um desejo ao qual Aristóteles se entregou apaixonadamente. Assim, ele descreveu os campos básicos da investigação da realidade e deu-lhes os nomes com que são conhecidos até os nossos dias: lógica, física, política, economia, psicologia, metafísica, meteorologia, retórica e ética.

Aliás, ele inventou também os termos técnicos dessas disciplinas e eles também se mantêm em uso desde então. Exemplos? Energia, dinâmica, indução, demonstração, substância, essência, propriedade, categoria, proposição, tópico, etc.

O que é ser?

Filósofo que sistematizou a lógica, Aristóteles definiu as formas de inferência que são válidas e as que não são, além de nomeá-las. Durante dois milênios, estudar lógica significou estudar a lógica aristotélica.

Aristóteles aplicou a lógica, antes de mais nada, para responder a uma questão que lhe parecia a mais importante de todas: o que é ser?, ou, em outras palavras, o que significa existir? Primeiramente, o filósofo constatou que as coisas não são a matéria de que se constituem.

Por exemplo, uma pilha de telhas, outra de tijolos, vigas e colunas de madeira não são uma casa. Para se tornarem casa, é necessário que estejam reunidas de um modo determinado, numa estrutura muito específica e detalhada. Essa estrutura é a casa; e os materiais, embora necessários, podem variar.

Com o tempo, nosso corpo está em constante mutação - transforma-se da infância para adolescência, desta para a idade adulta e, finalmente, para a velhice. Nem por isso deixamos de ser nós mesmos. Da mesma maneira, um cão é um cão em virtude de uma organização e estrutura que ele compartilha com outros cães e que o diferencia de outros animais que também são feitos de carne, pelos, ossos, sangue...

As quatro causas....

Para Aristóteles uma coisa é o que é devido a sua forma. Como, porém, o filósofo entende essa expressão? Ele compreende a forma como a explicação da coisa, a causa de algo ser aquilo que é. Na verdade, Aristóteles distingue a existência de quatro causas diferentes e complementares:
Causa material: de que a coisa é feita? No exemplo da casa, de tijolos.

Causa eficiente: o que fez a coisa? A construção.

Causa formal: o que lhe dá a forma? A própria casa.

Causa final: o que lhe deu a forma? A intenção do construtor.

Embora Aristóteles não seja materialista (vimos que a forma não é a matéria), sua explicação do mundo é mundana, está no próprio mundo. Finalmente, para o filósofo, a essência de qualquer objeto é a sua função. Diz ele que, se o olho tivesse uma alma, esta seria o olhar; se um machado tivesse uma alma, esta seria o cortar. Entendendo isso, entendemos as coisas.

Mas o pensamento aristotélico não se limitou a essa área da filosofia que podemos chamar de teoria do conhecimento ou epistemologia. Deixando de lado os domínios que deram origem a outras ciências e nos limitando à filosofia propriamente dita, Aristóteles ainda refletiu sobre a ética, a política e a poética (que, no caso, compreende não apenas a poesia, mas a obra literária e teatral).

Ética e política...

No campo da ética, segundo Aristóteles, todos nós queremos ser felizes no sentido mais pleno dessa palavra. Para obter a felicidade, devemos desenvolver e exercer nossas capacidades no interior do convívio social.

Aristóteles acredita que a auto-indulgência e a autoconfiança exageradas criam conflitos com os outros e prejudicam nosso caráter. Contudo, inibir esses sentimentos também seria prejudicial. Vem daí sua célebre doutrina do justo meio, pela qual a virtude é um ponto intermediário entre dois extremos, os quais, por sua vez, constituem vícios ou defeitos de caráter.

Por exemplo, a generosidade é uma virtude que se situa entre o esbanjamento e a mesquinharia. A coragem fica entre a imprudência e a covardia; o amor-próprio, entre a vaidade e a falta de auto-estima, o desprezo por si mesmo. Nesse sentido, a ética aristotélica é uma ética do comedimento, da moderação, do afastamento de todo e qualquer excesso.

Para Aristóteles, é a ética que conduz à política. Segundo o filósofo, governar é permitir aos cidadãos viver a vida plena e feliz eticamente alcançada. O Estado, portanto, deve tornar possível o desenvolvimento e a felicidade do indivíduo. Por fim, o indivíduo só pode ser feliz em sociedade, pois o homem é, mais do que um ser social, um animal político - ou seja, que precisa estabelecer relações com outros homens.

O papel da arte....

A poética tem, para Aristóteles, um papel importantíssimo nisso, na medida em que é a arte - em especial a tragédia - que nos proporciona as grandes noções sobre a vida, por meio de uma experiência emocional. Identificamo-nos com os personagens da tragédia e isso nos proporciona a catarse, uma descarga de desordens emocionais que nos purifica, seja pela piedade ou pelo terror que o conflito vivido pelas personagens desperta em nós.

Tudo isso é, evidentemente, um resumo ultra-sintético do pensamento aristotélico. Sua obra é gigantesca, apesar de a maior parte dela ter se perdido ao longo dos tempos. O que chegou até nós corresponde a 1/5 de sua produção. São notas suas e de seus discípulos que passaram nas mãos de estudiosos da Antigüidade, da Idade Média (parte dos quais em países islâmicos), e que foram reorganizadas pela posteridade.

Principalmente em função disso, a leitura de Aristóteles é difícil e seus textos não possuem a qualidade artística que encontramos nas obras de Platão. Para conhecer os aspectos relacionados às ciências na obra aristotélica clique aqui.

Bibliografia

"História da Filosofia", Julián Marías, Martins Fontes, 2004.
"História da Filosofia", Bryan Magee, Edições Loyola, 2001.
"Dicionário de Filosofia", Nicola Abbagnano, Martins Fontes, 2000

Antonio Carlos Olivieri é escritor, jornalista e diretor da Página 3 Pedagogia & Comunicação.

ARISTOTELES
E-books

Pasta geral:
http://www.4shared.com/dir/5xq-BiCg/Aristoteles.html

Individuais:
http://www.4shared.com/document/tc0n0pO5/Aristoteles_-_A_politica.html
http://www.4shared.com/file/TYncohYV/Aristoteles_-_A_Politica.html
http://www.4shared.com/document/MatYKxH1/Aristoteles_-_Arte_poetica.html
http://www.4shared.com/document/OksJuNTX/Aristoteles_-_Etica_a_Nicomaco.html
http://www.4shared.com/document/9-lOXX-y/Aristoteles_-_Fisica__espanhol.html
http://www.4shared.com/file/TJbD46FS/Aristoteles_-_Fisica.html
http://www.4shared.com/file/k96qo18r/Aristoteles_-_La_Etica.html
http://www.4shared.com/document/oB6iBmid/Aristoteles_-_La_tica.html
http://www.4shared.com/document/rKiy6Wkl/Aristoteles_-_Metafisica__espa.html
http://www.4shared.com/file/ZhSRGHtw/Aristoteles_-_Metafisica.html
http://www.4shared.com/file/VHogikAG/Aristoteles_-_Sentido_Sensible.html
http://www.4shared.com/document/lwZ1Mpc2/Aristoteles_-_Sobre_la_Interpr.html
http://www.4shared.com/document/bh-yv-6H/Aristoteles_-_Topicos.html
http://www.4shared.com/file/eXQNEE7J/Aristoteles_-_Topicos.html
http://www.4shared.com/file/zRGhj15o/ARISTOTELES_Vol_I_-_Coleo_Os_P.html
http://www.4shared.com/document/kzT-jO--/aristoteles_a_politica.html
http://www.4shared.com/file/SVENE0ie/aristoteles_a_politica.html
http://www.4shared.com/document/OuN1OASM/aristoteles_arte_poetica.html
http://www.4shared.com/file/DBkJzZ3Y/aristoteles_arte_poetica.html
http://www.4shared.com/document/xPXann_p/aristoteles_topicos.html
http://www.4shared.com/file/Zwiy4cLQ/aristoteles_topicos.html
http://www.4shared.com/file/rSNMAqYe/Aristteles_-_Moral.html
http://www.4shared.com/document/NjhYJqrf/Aristteles_-_Os_Pensadores__vo.html
http://www.4shared.com/document/293Jw5xt/Aristteles_-_Os_Pensadores_-_v.html
http://www.4shared.com/file/YG_www-J/Aristteles_-_Politica.html
http://www.4shared.com/file/EQxdyCze/Aristteles_-_Potica.html
http://www.4shared.com/document/2gL0WCji/Aristteles_Potica.html
http://www.4shared.com/file/FeepGeae/Aristteles_Retrica.html
http://www.4shared.com/document/nMupX1Yy/aristteles_-_tica_a_Nicomaco.html
http://www.4shared.com/document/EgtyxBpY/arte_potica_-_aristoteles.html
http://www.4shared.com/document/HpgHjKH-/Cpia_de_arte_potica_-_aristote.html
http://www.4shared.com/document/t7uNFbru/Entre_Aristteles_y_Kant__Axel_.html
http://www.4shared.com/document/j76qjeU-/FILOSOFIA_-_A_Poltica_-_Aristt.html
http://www.4shared.com/document/7Rg08a9l/La_Poltica_De_Aristteles_-Comp.html
http://www.4shared.com/document/6cGQsRAX/La_tica_de_Aristteles__complet.html
http://www.4shared.com/document/TnSvvAfI/La_tica_de_Aristteles_-complet.html
http://www.4shared.com/document/xwBfMfgw/Lucas_Angioni_-_O_vocabulrio_d.html
http://www.4shared.com/document/zV3JwYsL/Olavo_de_Carvalho_-_Aristteles.html
http://www.4shared.com/document/o2XW5y6l/Olavo_de_Carvalho_-_Aristteles.html
http://www.4shared.com/document/lUciCZMZ/Oswaldo_Porchat_-_Ciencia_e_di.html
http://www.4shared.com/document/-VGDXUGO/Potica_-_Aristteles.html
http://www.4shared.com/document/VM6cADft/Sir_David_Ross_-_Aristoteles__.html
http://www.4shared.com/document/E-ayXdg5/UNED_-_Historia_de_la_Filosofa.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário